13 de dezembro de 2016

GOTAS DE VIDA




Cala a ave o seu canto
Sai o perfume da flor
Sai do meu peito a amargura
De estar sem ti meu amor


Cai a chuva forte e fria
Cai a noite de repente
Cai o silêncio das trevas
E cais tu na minha frente


Tanto faz que a chuva caia
Só na beira do jardim
Porque a flor que dela bebe
Está aqui! Bem junto a mim


Cai a noite com seu manto
Traz a lua branca e bela
Traz a vigília o momento
Dos olhos da sentinela. 

Enviar um comentário