13 de dezembro de 2016

GOTAS DE VIDA




Cala a ave o seu canto
Sai o perfume da flor
Sai do meu peito a amargura
De estar sem ti meu amor


Cai a chuva forte e fria
Cai a noite de repente
Cai o silêncio das trevas
E cais tu na minha frente


Tanto faz que a chuva caia
Só na beira do jardim
Porque a flor que dela bebe
Está aqui! Bem junto a mim


Cai a noite com seu manto
Traz a lua branca e bela
Traz a vigília o momento
Dos olhos da sentinela. 

5 comentários:

Ives disse...

Muita paz e saúde no natal e em todos os dias do ano! Que o verdadeiro sentido do amor seja presente em todos os momentos, sempre! Felicidade. Ives Vietro

✿MIUÍKA✿ disse...

Amiga, que poema lindo, mostra bem a alma de quem o escreve, gostei muito. Beijinho grande da Miuíka

Mirtes Stolze. disse...

Boa tarde Nina.
Que lindo poema. Com lhe desejar um feliz Natal e muitas alegrias. Forte abraço.

rosa-branca disse...

Olá querida amiga, amei demais este seu poema. Da alma de quem nasceu para sofrer, só pode brotar quadras assim, tão repletas de nostalgia. Feliz Natal minha amiga com muita saúde, paz e muito amor junto de quem mais ama. Beijos com o meu carinho sempre.

rosa-branca disse...

Querida amiga, passei, para lhe desejar um Natal muito Feliz, com muita saúde, paz e muito amor, junto de quem mais ama. Beijos muito carinho