sexta-feira, 29 de abril de 2016

JAMAIS ME CANSAREI



Sopra um vento suave na tarde que finda
vem chegando a noite envolta em seu manto
o sol se escondeu por entre as ramagens
finda-se o sossego gemendo num pranto.

As folhas das árvores nem se vê bolir
a brisa sorri, sorri como loca 
no teu corpo ardente brilha a lua cheia
tão cheia que cola a...tua em minha boca

As águas que correm de noite e de dia
e nunca se cansam de tanto correr
também não me canso de correr para ti
só me cansarei depois de morrer.

segunda-feira, 18 de abril de 2016

ABADONO



Abandono…

Cai a noite gloriosa finda o dia…
Ouvem-se os gemidos das corujas, empoleiradas
Nas casas abandonadas.

Revelam-se ao abandono de quem partiu, sabe DEUS para onde!
Partiram e já não voltam…por lá ficaram.

Por lá construíram seus abrigos…

Esqueceram de todos os que ficaram…alguns voltam todos os anos
Outros não voltam mais.
Esqueceram a Pátria que os viu nascer, conquistaram outra nova
Vão lutando por ela, para a defender dos maus intrusos.

Lá longe, bem longe… os velhos vão esperando ver o dia nascer de novo
Alguns vêem outros não.
Assim é a roda que gira e nós seguimos, mas nunca a conseguimos apanhar

Nesta roda gira o dia que em breve se faz noite…e as corujas lá vão ficando
E só deixam as velhas paredes, das casas abandonadas.
Quando também elas findam…quando finda o dia que em…e em breve se faz noite!




quarta-feira, 6 de abril de 2016

Quero partir.

                                                                  
                                                                    

Tenho pressa de partir
para o mais belo lugar
viver num campo florido
que Deus tem para me dar.

já conquistei seu amor
já segurei sua mão
tenho Dele os milagres
desta minha tentação.


sempre que tento partir
pois Ele me faz voltar
já não sei quantas as vezes
Ele me vai segurar.

quando tento dar o salto
Ele é meu porto seguro
me pede para ter calma
me deixa em cima do muro.

Mais uma vez, o meu agradecimento.






                                                                


sábado, 5 de março de 2016

VIVER NÃO CUSTA; CUSTA SIM NÃO SE SABER VIVE



Longe de ti eu vivo na escuridão
Esqueci o tempo em que não soube viver
Logo senti que ao bater meu coração,
Preso no vento que me fazia sofrer.

Já não estou só nem de ti tenho amargura
Tenho o olhar e o amor de quem me ama,
Se hoje sou pó vivendo nesta loucura
Quero sonhar nos lençóis da minha cama.

Tudo mudou…a mocidade se foi,
Já não me dói a cicatriz dessa ferida
Vou ter no céu a estrelas e a lua,
E todo o tempo que resta da minha vida


sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

.VIVO NUMA CONCHA




Minha casa é uma concha
E vivo no alto-mar
Só saio para ver as estrelas
Pelo céu a cintilar.

Não sou peixe, não sou ave
Nem ao menos sei nadar
Mas foi dentro desta concha
Que encontrei o meu lar.

Quando a chuva vai caindo
Sobre as pedras da calçada
Cá dentro da minha concha
Encontrei minha morada.

Passa o dia passa a noite
E eu vivo na solidão
Escapando por entre rochas
Para fugir do tubarão.

cooltext117239893636400.png



terça-feira, 26 de janeiro de 2016

QUANDO A ALMA VAI.


Neste silêncio em que vive a minha alma
Marcando a minha vida à tua espera
Silêncio em que guardo este momento
 E os meus olhos ainda vejam a primavera.

O corpo vai morrendo e a alma sobe
Vai dar contas da vida que cá passas-te
Não te perguntam a boa vida que tiveste
Só te perguntam a quem foi que ajudas-te.


No fogo em que não há dor maior
Vão as vestes que vestistes a arder
Arde o corpo que com elas te vestias
Mas a alma vai subindo sem se ver.

Se tu visses como ela vai feliz
Ao deixar todos os trapos pelo chão
Saberias que todos nós temos alma
Só que umas são boas outras não. 

        

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

NÃO FINJAS QUE NÃO VÊZ



Se no teu coração ainda existe
Se tens dentro de ti o teu passado
Conheces muito bem a dor tão triste
Da vida que vivemos lado, alado


Se tens um coração dilacerado
Por culpa de um amor que foi embora
Procura que acharás bem a teu lado
A paixão que lhe despertas hora, a hora

Talvez mesmo sabendo que o amor
É lento, calmo e passageiro
Aprende para teu bem a dar valor
Que o amor nunca se compra com dinheiro